Comunistas distorceram notícia do Jornal Nacional para golpearem a revolução

Nada como o tempo para restaurar a verdade histórica e por os pingos nos "is".
Veja abaixo post diretamente do nobre espaço do grande Professor Hari Prado.

==*==

by Joseph Hill • 29 de janeiro de 2014

Nobre Mestre, Nobres Confrades,

Lá se vão 30 anos do “rolezinho” da Praça da Sé onde 300 mil reuniram-se para

Praça da Sé, 25 de janeiro de 1984

Contente com o bom governo da revolução, o povo de São Paulo foi para as ruas comemorar o natalício da cidade, no entanto, os comunistas aproveitaram as massas em festa para dizerem que era uma revolta contra os amados líderes da nação. Tudo mentira. Na época a única coisa que os brasileiros queriam era o fim da eleição indireta para presidente da República, governadores de Estado, prefeito de capitais e parte do Senado. Queriam o fim de qualquer tipo de eleição, pois eleição é coisa de comunista. Queriam a indicação automática de Homens Bons Biônicos para assumir de forma vitalícia como mandatários danação.

Redentora, Já! , bradava o povo, numa lucidez que já não se vê mais hoje em dia.

Mídia e populacho estavam alinhadas num mesmo discurso de liberdade para os de Benz . Para não estragar a surpresa os principais meios de comunicação não noticiaram o evento. Deixaram a divulgação para os historiadores. Exigindo o fim das eleições indiretas para os Homens de Benz, o movimento queria evitar que se instalasse no país uma ditadura do polvo no poder, tragédia anunciada que se concretizou anos depois com a eleição do Batráquio Hirsuto de Garanhuns.

faixa com o lema da campanha “Abaixo à ditadura DO POLVO no poder”

Mas não desanimemos. Amanhã vai ser outro dia quando poderemos finalmente apear do poder os usurpadores bolcheviques petistas.

Comentários