Escola de Taguatinga é tombada patrimônio cultural DF


Crédito foto: Dênio Simões

Governador assina decreto que reconhece valor histórico do Cemeit

O governador Agnelo Queiroz assinou, na manhã desta sexta-feira (30), decreto que torna o Centro de Ensino Médio EIT (Cemeit), de Taguatinga, patrimônio cultural do DF. A cerimônia – que contou com a presença do Secretario de Cultura, Hamilton Pereira, – integrou a programação do GDF Junto de Você, que ficará até o dia 1° na cidade. Na ocasião, o chefe do Executivo também assinou decreto que cria um Complexo Cultural na escola.
A demanda pelo reconhecimento do valor histórico da Escola surgiu em 2007, quando grupos culturais se organizaram e criaram o movimento Viva EIT. Em agosto do mesmo ano, a mobilização resultou no tombamento provisório do prédio, que está localizado estrategicamente, próximo à Praça do Relógio e à Avenida Comercial.

Com os decretos, a perspectiva é que a escola tenha uma programação cultural intensa, inclusive aos finais de semana. As ações – que serão tanto para os estudantes quanto para a comunidade da região – serão definidas por uma comissão formada por representantes das Secretarias de Cultura e Educação; da Cemeit, de movimentos culturais, entre outros.

O tombamento é uma das ações do projeto GDF Junto de Você e integra a programação do Aniversário de Taguatinga, que comemora 56 anos no dia 5 de junho.

História

A Escola Industrial de Taguatinga (EIT) foi idealizada pelo poeta e funcionário do Ministério da Educação (MEC) Caldêncio Mewton de Carvalho Souza, em 1959. Foi lá que muitos filhos dos pioneiros de Brasília concluíram cursos profissionalizantes. Filhos de peões de obras, pedreiros, carpinteiros, cozinheiras e motoristas cresceram na EIT aprendendo a usar o torno elétrico e a prensa tipográfica, bem como a desempenhar outras tarefas operárias. A EIT, posteriormente, tornou-se a primeira escola de ensino médio da cidade, passando a receber também os filhos da intelectualidade da região. Nesta época, tanto a Biblioteca Pública Machado de Assis quanto o Teatro da Praça pertenciam à área da escola, e o espaço era utilizado para oferecer oficinas.

Comentários