A Seleção e o Brasil

  

  Quando criança, eu não sabia distinguir "seleção brasileira" de Brasil. Quando descobri que a seleção" não pertencia ao Brasil, foi um choque. Para mim ela tinha de ser como o Banco do Brasil ou a Petrobras.

Hoje vejo que muitas pessoas adultas ainda fazem esta confusão. Acham que torcer contra a seleção brasileira é bom para o país, pois pensam que um troféu nas mãos de Neymar e cia representará uma vitória do governo atual e, consequentemente, será bom para Dilma.

Eu acho que a copa do mundo e, principalmente, uma copa no Brasil, é um carnaval de um mês. E serão 30 dias melhores se a seleção do país for até a final. Será um carnaval de quarenta dias se a seleção brasileira vencer a copa. A diferença é que é um carnaval mais tranquilo, menos intenso. O outro, que só dura quatro dias, pelo menos fora da Bahia, tem que ser em ritmo de cem metros rasos. Este, longo, é uma maratona, na qual as forças precisam ser melhor dosadas.

Caso o Brasil perca um jogo, ou mesmo a copa, nossa vida continuará e apenas somaremos mais um assunto para comentar, como é feito com 1950 e o chamado "maracanaço" ou "maracanazo".

No fim, o quê vai mudar é somente como nos lembraremos deste carnaval fora de época: uma alegria ou uma decepção, mas nunca podemos nos esquecer que temos, no mínimo, Argentina, Alemanha, Itália, Holanda e Espanha com grandes condições de serem campeãs. 

Estarei torcendo pela seleção brasileira durante a copa do mundo, mas pelo Brasil eu torço todos os dias.



==*==

No Forte Cultural:

Comentários