Cristiano Ronaldo - na época errada?

Marcelo e Cristiano Ronaldo - Hoje colegas de
clube e amigos, tiveram um "pequeno" desentendimento
em jogo de 2008, no Brasil
Neste dia em que todos falam da seleção brasileira, do Neymar e do Felipão, vou bucar outro personagem desta copa: Cristiano Ronaldo.

Não sou fã dele, apesar de reconhecer que é um grande jogador. E minha antipatia se deve a rivalidade clubística: prefiro o Barcelona.

Mas considero que Cristiano Ronaldo deu azar de nascer em um tempo ruim. Um tempo difícil e apesar disto, ser o personagem que ele é no futebol.

Ele merecia um time melhor em volta dele na seleção. É uma época de jogadores sofríveis no time de Portugal. Um time pelo qual torci bastante em 2006, mas que hoje não empolga ninguém.

Portugal é uma seleção que depende exclusivamente dos lampejos de um astro (dirão que o Brasil também, mas isto é outra discussão) e este vem de contusões, que não permitiram que ele estivesse na melhor fase. Ele pode ainda mudar esta realidade e levar o time nas costas, como outros grandes jogadores já fizeram, mas merecia chegar à copa em melhores condições físicas e com melhores companhias.

Outro obstáculo para Cristiano Ronaldo não ser o melhor jogador do mundo é Messi. Cristiano nasceu na época errada. Não fosse o pequeno argentino, o jogador português teria ganho o título de melhor jogador mundial, pelo menos, mais três vezes.

Mas existe Messi, que também não está muito bem acompanhado nesta copa, mas tem a seu lado Di Maria e Agüero, que podem ajudá-lo a furar o bloqueio de qualquer defesa. Este dois, principalmente Di Maria, não funcionaram bem no primeiro jogo da Argentina, mas, creiam, eles são muito mais capazes do quê aquilo que mostraram.

Coutinho, ex-jogador do Santos, teria dito que ele é o maior artilheiro do Santos, pois Pelé não é "deste mundo". Acho que podemos fazer esta comparação entre Cristiano Ronaldo e Messi. Tirando o "Pulga", Cristiano reinaria absoluto.

Torço ainda para que Cristiano consiga mostrar mais daquilo de que é capaz. E poderá fazê-lo contra uma defesa menos eficiente que a alemã. E o time dele ainda poderá crescer, tendo já passado pelo pior dentro de seu grupo. O quê precisam fazer é esquecer a vergonhosa derrota e atropelar os próximos adversários. Menos que isto, é preparar as malas e voltar para Portugal com os duzentos quilos de bacalhau, que dizem que eles trouxeram. Ou podem deixar comigo que serão bem aproveitados.

Um fato a se observar: os dois países da Península Ibérica foram derrotados de forma vergonhosa em Salvador. A cidade parece ter gostado mais dos alemães e dos holandeses. O futebol também em sido mais amigo deles.

==*==


No Forte Cultural:


Comentários