Países da Copa do Mundo: Colômbia



Colômbia, oficialmente República da Colômbia (em espanhol: República de Colombia), é uma república constitucional do noroeste da América do Sul. A Colômbia faz fronteira a leste com a Venezuela4 e Brasil;5 ao sul com o Equador e Peru;6 para o norte com o Mar do Caribe, ao noroeste com o Panamá; e a oeste com o Oceano Pacífico. A Colômbia também tem fronteiras marítimas com a Venezuela, Jamaica, Haiti, República Dominicana, Honduras, Nicarágua e Costa Rica.7 8 Com uma população de mais de 45 milhões de pessoas, a Colômbia tem a 29ª maior população do mundo e a segunda maior da América do Sul, depois do Brasil. A Colômbia é o terceiro país mais populoso com a língua espanhola como idioma oficial (depois do México e Espanha), e tem a quarta maior comunidade de língua espanhola no mundo depois do México, Estados Unidos e Espanha.9

O território que é hoje a Colômbia foi originalmente habitado por nações indígenas, como os chibchas, quimbaya e tairona. Os espanhóis chegaram em 1499, iniciaram um período de conquista e colonização que resultou na morte ou na escravização de cerca de 90% da população nativa e, em seguida, criaram o Vice-Reino de Nova Granada (que compreendia os territórios atuais de Colômbia, Venezuela, Equador, Panamá e a região noroeste do Brasil), com sua capital em Bogotá.10 A independência do domínio espanhol foi conquistada em 1819, mas por volta de 1830 a "Grã Colômbia" se fragmentou com a secessão da Venezuela e do Equador. Os atuais países Colômbia e Panamá emergiram então como a República de Nova Granada. A nova nação experimentou um sistema político federalista durante a Confederação Granadina (1858) e, em seguida, nos Estados Unidos da Colômbia (1863), antes da República da Colômbia ser finalmente declarada em 1886.11 OPanamá se separou em 1903 sob pressão para cumprir as responsabilidades financeiras para com o governo dos Estados Unidos para a construção do Canal do Panamá.


Etimologia

A palavra Colômbia significa terra de Cristóvão Colombo, e foi concebida por Francisco de Miranda para se referir a todo o Novo Mundo, especialmente aos territórios sob domínio espanhol e português.21

Em 1819, foi adotado nome República da Colômbia (hoje, este período é conhecido como Grã-Colômbia, para evitar confusões com o atual). Outros nomes que o país já teve foram: República de Nova Granada (1830-58), Confederação Granadina (1858-63), Estados Unidos da Colômbia, e finalmente, em 1886, o atual República da Colômbia.21

Santuário de Las Lajas.


Cultura
Ver artigo principal: Cultura da Colômbia

Música

Ver artigo principal: Música da Colômbia
Dança Típica de Cartagena.


A Colômbia é um país extremamente rico em diversidade musical. É berço de diversos gêneros musicais, tais como a Cúmbia, o Bambuco, e o Vallenato. Vários artistas de renome nasceram lá, como Shakira, Carlos Vives, Juanes, John Leguizamo (ator de Hollywood) e outros.






Literatura

Gabriel García Márquez, escritor colombiano
ganhador do 
Prêmio Nobel de Literatura.
A Colômbia é pátria de diversos escritores de renome internacional, destacando-se entre estes Gabriel García Márquez, Prêmio Nobel da Literatura, autor de livros como Cem Anos de Solidão, Crônica de uma Morte Anunciada e O Amor nos Tempos do Cólera (filme). Também são importantes na literatura do país autores como Jorge Isaacs (autor de poemas, poesias e apenas um romance) e José María Vargas Vila. Jesus Martín-Barbero é escritor espanhol, mas vive no país desde 1963, aos 26 anos de idade.

Culinária

A culinária colombiana tem forte presença do milho além de outros tubérculos. Uma fruta comum nos pratos do país é o abacate. Os pratos típicos também levam maior quantidade de temperos, porém não tanto como nas culinárias indiana ou mexicana, por exemplo. A mandioca também está presente em diversos pratos. A bebida mais comum e a marca da culinária no país é o café.

Esportes

Ver artigo principal: Esporte na Colômbia

Alguns dos esportes mais praticados na Colômbia são a patinação e o futebol, sendo este o desporto mais popular. A melhor participação do país em Olimpíadas, foi em 2000, quando María Isabel Urrutia ganhou o ouro no halterofilismo, na categoria 75 quilos. A Seleção de futebolrepresenta o país nas competições da FIFA e da CONMEBOL. A Colômbia venceu a Copa América em 2001. Também nasceu na Colômbia o ex-piloto de Formula 1, Juan Pablo Montoya. No futebol colombiano, destacam-se muitos jogadores tais como Carlos Valderrama e René Higuita atualmente também a Falcão García que disputa prêmio de melhor do mundo de 2012 e James Rodriguez que é considerado um dos melhores jovens futebolistas, além do árbitro da FIFA Óscar Ruiz.

Cidades colombianas


Bogotá

No alto dos 2.598 metros, da Cordilheira dos Andes, Bogotá, a capital da Colômbia cresce e molda sua própria identidade desde sua fundação, em 1538. A típica cidade colonial espanhola foi ganhando do tempo influências arquitetônicas e culturais da Europa e dos Estados Unidos.

Com mais de 7 milhões de habitantes, Bogotá tem sim os problemas de grandes metrópoles como poluição, trânsito intenso e diferenças sociais. Porém, a capital do país surpreende. Ao mesmo tempo, tem shoppings e mercados ao ar livre, grandes edifícios e favelas, torres de vidro futuristas e igrejas coloniais.

Quando passar por aqui, não deixe de visitar o Museo de Oro – local que guarda extensa coleção de artefatos pré-colombianos remanescentes das culturas indígenas; o Museo de Arte Moderno – que possui obras dos mestres colombianos Fernando Botero, Alejandro Obregón, Enrique Grau e Édgar Negret, assim como uma importante pinacoteca de artistas latino-americanos; e o Museo Arqueológico Casa del Marquês de San Jorge – Construída no fim do século 17, é sede do Fondo de Promoción de la Cultura, desde 1970. Aqui também estão coleções de peças pré-colombianas e coleções de artes colonial com representações religiosas e domésticas.

Outros locais que devem fazer parte do seu roteiro turístico, são a Iglesia Museo Santa Clara, que apesar da fachada simples possui afrescos deslumbrantes em seu interior; a Biblioteca Luís Ángel Arango, uma moderna estrutura que oferece frequentemente exibições de arte internacional; a Casa de la Moneda e o Palacio de Nariño, local do Palácio Presidencial.

Se você quiser ter uma visão mais ampla do que é a cidade, não deixe de subir o Cerro de Monserrate. Lá em cima a vista da metrópole é espetacular. E, para curtir um pouco mais da cultura local, vá à Plaza de Toros Santamaría, um local tradicional onde acontecem touradas durante os meses de janeiro e fevereiro.

Medellin

Conhecida por suas formosas mulheres, povo acolhedor, clima de primavera, paisagem florida e montanhosa e belos pontos turísticos, Medellín atrai o viajante como um ímã. A cidade possui grande oferta na área gastronômica, comercial e turística.

Ao circular por Medellín, os viajantes logo percebem que os anos de violência e tráfego de drogas ficaram para trás. Hoje a cidade possui uma vida cultural e noturna agitada e várias praças verdes e floridas. Isso lhe rendeu o apelido de “Cidade da Eterna Primavera”.

Aproveite o clima agradável, com temperatura constante em 24ºC, para caminhar pelo calçadão arborizado da Avenida El Poblado, coração financeiro da cidade. Seu ponto mais badalado é o Parque Lheras, praça cercada por bares, restaurantes e casas noturnas que fervem com ritmos latinos como salsa, reggaeton e vallenato.

Um programa para toda a família é o Parque Explora, museu a céu aberto dedicado à ciência e à tecnologia, com diversos experimentos interativos. Nele está um dos maiores aquários da América do Sul. Já no Museu de Antioquia, na Plaza Botero, o visitante pode conhecer mais da obra de Fernando Botero, filho ilustre da cidade, que doou quadros e esculturas à instituição.

Os visitantes que estiverem na cidade de 29 de julho a 7 de agosto podem curtir também a Feira de las Flores, um dos eventos mais aguardados do ano. Entre as atrações, a mais representativa é o Desfile dos Silleteros, no qual camponeses produzem coloridos arranjos de flores e os carregam nas cotas.

Com sua comida, seus cheiros e o colorido de suas ruas, Medellín é para o deleite dos sentidos.

Cali

Se você gosta de balançar o esqueleto com o ritmo caliente da Salsa, em Cali você irá se esbaldar. Nesta cidade moderna e industrial, a Salsa comanda o cenário noturno e aqui você pode aproveitar para dançar por sete noites por semana. Para aprender a requebrar, aulas são oferecidas pelos residentes aos turistas.

Caso isso não seja um incentivo suficiente pra você, aos solteiros vale um outro aviso: os moradores de Cali afirmam em dizer que aqui estão as mulheres mais bonitas da Colômbia. Porém, a cidade é muito mais do que pessoas bonitas e baladas. Aqui, como você também poderá fazer turismo religioso visitando as dezenas de igrejas que estão espalhadas pela cidade.

Se você visitar a cidade entre os dias 25 e 30 de dezembro, poderá aproveitar a Feira de Cali, uma festa tradicional com diferentes eventos, mostras culturais e expressões artísticas.

Ao redor de da cidade, você também poderá fazer passeios rurais nos municípios menores. As fazendas e engenhos de açúcar abrem as suas portas aos visitantes e mostram um pouco da vida simples local.

Cartagena das Índias

Cartagena das Índias é o cenário clássico do escritor Gabriel Garcia Márquez. Suas ruas são ladeadas por casarões e toda ilha é protegida por uma belíssima muralha construída no século 16 para impedir os ataques piratas.

Além do óbvio: das belíssimas praias com mar azul turquesa, Cartagena tem inúmeros outros lugares históricos que merecem ser visitados. Para começar seu passeio, vá na Puerta del Reloj, a principal entrada para a cidade fundada em 1533. Logo após, visite a bela Plaza de Coches, de onde partem charretes que fazem tours pela região.

Para curtir o seu final de tarde, vá ao Portal de los Dulces, no centro histórico. Aqui, como o próprio nome diz, existem barraquinhas que vendem todos os tipos de quitutes.

Ao visitar Cartagena, não deixe de ir ao Convento de Santo Domingo, a igreja mais antiga da cidade que possui uma fachada magnífica; Las Bóvedas são consideradas as últimas construções da época colonial. Este local teve uso militar e conta com 47 grandes arcos, além de uma infra-estrutura turística magnífica com bares, restaurantes e lojas.

No Convento de San Francisco e na Iglesia y Monasterio San Pedro Claver, você irá passear na história. A primeira construção foi transformada em convento em 1555. Lá também foi palco de histórias sangrentas, como a invasão pirata de 1559. Já no Monasterio San Pedro Claver, funciona um museu arqueológico bacana.

Outros lugares que devem fazer parte do seu roteiro é Palacio de la Inquisición – local que foi usado como prisão e possui diversas câmaras de tortura; La Popa – Convento de la Candelaria – uma construção no alto de um monte onde é possível ver o mar da ilha e a Castillo San Felipe de Barajas, maior edificação militar espanhola erguida no Novo Mundo em 1563.







Acesse para conhecer pontos turísticos: O quê ver na Colõmbia

No Forte Cultural:




Comentários