Ceilândia e Estrutural terão Centros da Juventude


Foto: Brito / Arquivo

Cada unidade atenderá 150 adolescentes, de 15 a 17 anos

BRASÍLIA (8/9/14) – O Distrito Federal irá receber dois Centros da Juventude, que atenderão adolescentes de 15 a 17 anos, em Ceilândia Norte e na Estrutural. O projeto é fruto de convênio assinado pela Secretaria de Desenvolvimento Social e Transferência de Renda do Distrito Federal (Sedest) com o Instituto Inclusão de Desenvolvimento e Promoção Social.
A secretaria destinou aproximadamente R$ 1 milhão para a implementação das unidades, que atenderão 150 jovens cada. "Esse projeto tem como objetivo a prestação do Serviço de Convivência e Fortalecimento de Vínculos (SCFV), com foco na constituição de espaços de convivência social, participação cidadã e acesso ao mundo do trabalho", enfatizou o secretário Osvaldo Russo.

As unidades já existem e passarão por adequações para atender aos jovens. As atividades estão previstas para começar em outubro. Nos centros, durante três dias na semana, os adolescentes terão o acompanhamento de psicólogos, pedagogos, assistentes sociais e educadores sociais. O espaço oferecerá atividades de esporte, lazer, inclusão digital, culturais, estímulo à leitura, produção de textos e acompanhamento escolar. Vale destacar que os jovens receberão uma bolsa mensal de R$ 190.

"Os Centros da Juventude chegam para oferecerem mais espaços de proteção e promoção que contribuam para o desenvolvimento integral desses adolescentes e jovens. A ideia é que o serviço executado lá possa ressignificar suas vidas sob a ótica comunitária e familiar", explicou a diretora de Convivência e Fortalecimento de Vínculos, Patrícia Kopp.

As duas cidades foram escolhidas para iniciar a implementação desse projeto, uma vez que a Pesquisa Distrital por Amostra de Domicílios do ano passado mostrou que Ceilândia é considerada a cidade com a maior população do DF (aproximadamente 449.592 habitantes). Já a Estrutural é uma das regiões que mais cresce no DF. Em ambas as cidades foram constatadas o alto nível de vulnerabilidade e risco social, especialmente no Condomínio Pôr do Sol, Sol Nascente, QNQ e QNR.

"O Serviço visa proporcionar e contribuir para o desenvolvimento do sentimento de pertencimento, da construção da identidade, sensibilizando para a percepção da realidade social, econômica, cultural, ambiental e política, de forma que os adolescentes possam se apropriar de seus direitos de cidadania e reconhecer seus deveres", destacou a diretora.

O centro da Cidade Estrutural fica na quadra 5, Setor Central. Enquanto a unidade de Ceilândia está situada na QNR. Os interessados devem buscar informações sobre inscrição no Centro de Referência da Assistência Social (Cras).

(A.A./M.D.)

Comentários